Como funciona o FIES? A VERDADE REVELADA!

Quer estudar e não tem grana? Explicamos de forma fácil e prática como funciona o Fies:como inscrever, quem pode pedir e muito mais!

No mundo de hoje , estudar está cada vez mais caro. Faculdades, cursos técnicos e outras instituições, cobram valores absurdos de mensalidades. E estar no mercado sem qualificação, faz com que a gente não consiga arrumar emprego em lugar nenhum. Mas para sanar esse problema, é que o governo criou já há alguns anos, o programa FIES. Hoje vamos falar tudo sobre como fazer para conseguir esse financiamento, e como funciona o fies de forma fácil e rápida. Acompanhe com a gente!

Como funciona o Fies

fies 2014

Indo diretamente ao ponto,o fies é um programa do Governo que surgiu em 1999 para substituir o Programa de Crédito Educativo – PCE/CREDUC. o objetivo dele é financiar a graduação no Ensino Superior de estudantes que não possuem condições de arcar com os custos de sua formação.

O “Programa de Financiamento Estudantil (FIES)” é destinado a financiar a Graduação no Ensino Superior de estudantes escolhidos com base em critérios socioeconômicos, desde que estejam regularmente matriculados em instituições não-gratuitas cadastradas no programa e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação (MEC).

  • Permite ao estudante financiar até 100% do curso superior presencial, pagando R$ 50 por trimestre.
  • Os juros são de 3,4% ao ano e o período de pagamento é de até três vezes o período do curso a ser financiado.
  • Carência de um ano e meio, possibilitando o início do pagamento só depois do término do curso.
  • Bolsistas parciais do Prouni, estudantes de um dos cursos de licenciatura ou estudantes cuja renda familiar per capita seja de até 1,5 salário mínimo por mês não precisam de fiador.

Fies – Quem pode se inscrever ?

Para poder se candidatar a uma vaga no Fies, é necessário que o aluno esteja regularmente matriculado em algum curso superior de graduação, evidentemente, este curso não pode ser gratuito, já que o principal objetivo do Fies é o pagamento posterior da dívida.

A instituição superior deve ter aderido ao Fies, já que a cada faculdade ou universidade é facultada a participação no sistema de financiamento do Governo Federal. A instituição também deve ter nota positiva em avaliação do MEC, caso contrário a mesma perde o direto de conceder o benefício do Fies a seus alunos.

Quem não pode fazer?

Não pode fazer a inscrição no FIES o estudante:

  • cuja matrícula acadêmica esteja em situação de trancamento geral de disciplinas no momento da inscrição;
  • que já tenha sido beneficiado com financiamento do FIES;
  • inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC);
  • cujo percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita seja inferior a 20% (vinte por cento);
  • cuja renda familiar mensal bruta seja superior a 20 (vinte) salários mínimos.

Fies 2016 Inscrições – Vejo como e quando fazer

 

1º – Primeiramente efetue a inscrição pessoal no site do Fies pelo endereço eletrônico http://sisfiesaluno.mec.gov.br/ informando os seguintes dados:

– CPF;

– Data de nascimento;

– Endereço de e-mail;

– Senha para sempre que precisar acessar o sistema;

2º – Após a conclusão da inscrição pessoal o aluno receberá um e-mail para acessar o site do Fies novamente e realizar o segundo cadastro mais completo, informando os dados pessoais, dados do curso, da instituição de destino e sobre o financiamento.

3º – Concluído o novo cadastro, o aluno deverá comparecer a instituição de ensino para validar as informações com a comissão permanente sobre o financiamento solicitado dentro de 10 dias após o cadastro.

4º – Feita a validação, o próximo passo é comparecer dentro do prazo de 10 dias a um dos agentes financeiros do Fies para concluir a contratação do financiamento do curso.

Caso necessite de mais informações sobre o processo de financiamento do Fies, ligue na central de atendimento e fale com um dos atendentes responsáveis pelo número: 0800 616161.

Video explica como funciona o fies 2016

Se você ainda não entendeu corretamente, o vídeo abaixo pode ser de grande ajuda:

As verbas foram reduzias em 2016?

A frente do ministério da educação (MEC) há menos de um mês, Janine afirmou nesta segunda (4/05) que as verbas para novos contratos do programa se esgotaram para o ano de 2016 e, inclusive, para novos contratos no segundo semestre e em 2016.

Em uma clara expressão das conseqüências dos ajustes e cortes que o Governo Federal tem realizado em numerosas áreas e, em específico, na educação, as verbas para o FIES, segundo os cálculos do próprio MEC, se limitaram a 2,5 bilhões de reais para 2016.

Para o mesmo programa, em 2014, foram destinados mais de 4,8 bilhões de reais, demonstrando um corte de quase 50% de verba, o que tem levado ao desespero milhões de jovens que no primeiro semestre não puderam se inscrever por problemas técnicos ou com os aumentos de mensalidades abusivos de diversas Universidades Privadas. Mas para 2016 tudo poe mudar.

 

Valor do empréstimo

Depende da renda do estudante. Alunos com renda familiar inferior a dez salários mínimos podem financiar de 50% a 100% do curso. Renda entre dez e 15 salários permite auxílio de 50% ou 75%. Rendimentos de 15 a 20 salários possibilitam financiar metade do curso.

Conclusão

Pois é caros leitores e leitoras, esperamos que as informações tenham sido úteis e que consigam se inscrever com sucesso, e atingir seu sucesso profissional!

Dúvidas e sugestões, deixem nos comentários, quem sabe não vira um novo artigo? ! Aliás, ajudem nosso site a crescer, cliquem ali na nossa caixinha de curtir no facebook ->

 

Recomendados para você:


Receba informações sobre cursos grátis em seu email:

Digite seu email:


27 Comments

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *