Fies: aprenda como funciona o fies !

Quer estudar e ta sem grana? Saiba agora como funciona o fies, como gerar o boleto de 2 via e muito mais, clique e confira agora!

O Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) é um dos mais importantes programas estatais voltados ao incentivo da graduação. Todo aluno que se encaixe nos padrões financeiros do programa, pode financiar seus estudos s e posteriormente pagá-los enquanto já inserido no mercado de trabalho, ou seja, uma boa possibilidade para quem deseja utilizar uma instituição de ensino privada.

Para participar do FIES, o aluno deve cursar ensino superior em uma instituição cadastrada no sistema, algo feito pelo SINAES (Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior). Vale ressalva que o aluno já deve estar matriculado na instituição, portanto não é possível já ingressar na universidade com o Fies, este benefício pode apenas ser adquirido posteriormente, segundo uma série de requisitos que podem ser consultados no site oficial do Fundo de Financiamento Estudantil.

Como funciona o FIES ?

fies 2014

O Fies, como a própria sigla diz, é um financiamento para os estudos em instituição privada. O aluno que deseja ingressar no sistema, primeiramente deve pesquisar se sua instituição está apta a participar do programa, algo que geralmente é possível, pois é de interesse das próprias instituições participar do programa.

Após estar matriculado, o aluno deverá fazer um cadastro, que pode ser feito pelo site oficial do Fies, chamado de SISFIES, em que são exigidas algumas informações pessoais do aluno, que posteriormente devem ser comprovadas, num sistema até certo ponto semelhante ao do ProUni, com diferença da finalidade obviamente.

Durante o curso, o bolsista paga um valor de até R$ 50 a cada três meses. Quando se forma, entra no período de carência de 18 meses, em que não tem que pagar o Fies. É a hora de conseguir um emprego com o diploma e preparar o bolso para pagar o empréstimo.

Quando a carência termina, começa a fase da amortização da dívida. Todo o saldo que o estudante devia é aplicado numa fórmula chamada Tabela Price, que calcula os juros e determina um valor fixo para as parcelas de pagamento.

Segunda via do boleto Fies

fies boleto

Pois é, Por padrão os pagamentos do Fies são feitos pela Caixa Econômica Federal. Se o aluno já concluiu o curso e já passou pelo período de carência, é possível estar fazendo a emissão da segunda via do boleto Fies pelo site da instituição financeira. Basta acessar o site da Caixa na página específica para o Fies, inserindo nos campos disponíveis o CPF ou o Número do Contrato, seguido apenas de um código de verificação padrão.

Fique atento, pois a emissão pode ser feita apenas de segunda a sexta-feira, em horário específico de 09h00 à 19h00.

Problemas com o site do Fies em 2015

No início desse ano, a maioria dos alunos teve problemas com o Fies, seja para pagar ou para renovar o cadastro.

Os estudantes que querem firmar novos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) estão reclamando de dificuldade para fazer a inscrição no site do programa. Eles relatam erros e instabilidade na página. O site foi reaberto para os novos contratos na segunda-feira (23) e o prazo segue até o dia 30 de abril.

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, do Ministério da Educação, informou que há uma sobrecarga inicial no site e que a expectativa é que o acesso se normalize.

Problemas com Faculdades Privadas no Fies 2015

problemas fies 2015
Estudantes protestam contra problemas no Fies 2015

Muitos dos responsáveis pelas faculdades parceiras do Fies estão questionando a nova regra da pontuação mínima de 450 pontos no Enem para poder se inscrever no programa. Nos anos anteriores não havia regra sobre pontuação mínima e as faculdades alegam que a queda nas matriculas pode ser de até 20%.

Já do outro lado, o Ministério da Educação se defende dizendo que a regra é para a melhora da qualidade de ensino no Brasil. Mas as faculdades já estão brigando na justiça para tentar derrubar essa nova regra.

 Conclusão

É de vital importância estar atento aos pagamentos das prestações, pois o Governo Federal tem aumentando cada vez mais a fiscalização em relação ao programa, algo um pouco diferente se comparado ao início do programa, ainda no tempo do Governo Militar, evoluído por Fernando Henrique Cardoso e aprimorado pelas últimas gestões. Caso o aluno deixe de pagar as prestações sem motivo plausível, uma cassação do diploma é possível, além de processos e congelamento de contas bancárias, portanto é uma dívida séria e justa, pois com este incentivo do governo, milhares de alunos tem tido uma boa oportunidade em instituições de qualidade.

Recomendados para você:


Receba informações sobre cursos grátis em seu email:

Digite seu email:


Tags:

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *