Novo ensino médio: Entenda as mudanças

A nova mudança feita no ensino médio tem gerado muitas dúvidas e discussões. Para entender e conhecer melhor essas mudanças é necessário estar atento ao site do MEC para saber assim que forem disponibilizadas novas informações. Neste post você irá ter uma ideia do que mudou no ensino médio e por que mudou.

No mundo atual, o profissional que se qualifica, com certeza sai na frente e nosso site participa ativamente deste papel. Já explicamos sobre o pronatec, sobre o que colocar no objetivo do curriculo e estamos sempre por dentro dos novos programas de ensino. Hoje por exemplo, iremos explicar sobre o novo ensino medio, que promete revolucionar a vida dos estudantes.

Brasília - DF, 22/09/2016. Presidente Michel Temer durante cerimônia de lançamento do novo ensino médio. Foto: Carolina Antunes/PR

O QUE É A REFORMA DO ENSINO MÉDIO

De acordo com o MEC, a reforma do ensino médio é uma mudança na estrutura do sistema atual do ensino médio. Trata-se de um instrumento fundamental para a melhoria da educação no país. Ao propor a flexibilização da grade curricular, o novo modelo permitirá que o estudante escolha a área de conhecimento para aprofundar seus estudos. A nova estrutura terá uma parte que será comum e obrigatória a todas as escolas (Base Nacional Comum Curricular) e outra parte flexível. Com isso, o ensino médio aproximará ainda mais a escola da realidade dos estudantes à luz das novas demandas profissionais do mercado de trabalho. E, sobretudo, permitirá que cada um siga o caminho de suas vocações e sonhos, seja para seguir os estudos no nível superior, seja para entrar no mundo do trabalho.

A reforma do ensino médio prevê ainda uma Política de Fomento de Escolas em Tempo Integral, que deverá ocorrer de forma gradual. Está previsto um investimento do Governo Federal de R$ 1,5 bilhão até 2018, correspondendo a R$ 2.000 por aluno/ano e criando 500 mil novas matrículas de tempo integral. O PNE estabelece que, até 2024, o país deva atender, pelo menos, 25% das matrículas. Atualmente, são 386 mil alunos matriculados no ensino médio em tempo integral, o que representa 5% do total. A MP não determina que todas as escolas passem a ter o ensino médio integral.

SOBRE A FORMAÇÃO TÉCNICA E PROFISSIONAL

A formação técnica e profissional será mais uma alternativa para o aluno. Hoje, se o jovem quiser cursar uma formação técnica de nível médio, ele precisa cursar 2400 horas do ensino médio regular e mais 1200 horas do técnico. O novo ensino médio permitirá que o jovem opte por uma formação técnica profissional dentro da carga horária do ensino médio regular desde que ele continue cursando Português e Matemática até o final. E, ao final dos três anos, ele terá um diploma do ensino médio e um certificado do ensino técnico.

Rede Estadual de Ensino retornam às aulas após férias juninas. Foto: Camila Souza/GOVBA

COMO SERÁ O ENSINO MÉDIO AGORA

A reforma flexibiliza o conteúdo que será ensinado aos alunos, muda a distribuição do conteúdo das 13 disciplinas tradicionais ao longo dos três anos do ciclo, dá novo peso ao ensino técnico e incentiva a ampliação de escolas de tempo integral.

A carga horária será de 60% das matérias oferecidas pela BNCC, que é obrigatória e 40% de matérias optativas. A língua inglesa passa a ser obrigatória a partir do sexto ano do ensino fundamental (antiga quinta série) entre outras mudanças que você poderá conferir no site do MEC.

Recomendados para você:


Receba informações sobre cursos grátis em seu email:

Digite seu email:


Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *