Pronatec tem redução nas verbas: entenda!

Pronatec tem redução nas verbas! Isso mesmo. O governo pretendia beneficiar 4 milhões de jovens e adultos em 2015, mas a oferta passou a ser de pouco mais de 1 milhão de vagas. Entenda o por quê!

O Programa Nacional do Ensino Técnico (Pronatec) foi lançado em 2011 pelo governo federal com um total de 770 mil vagas, o programa se expandiu até o ano de 2014, quando ofertou mais de 3 milhões de vagas em todo o Brasil. No entanto, as previsões para os próximos anos não são tão animadoras, a crise econômica no país motivou o corte de gastos e alterou o planejamento do programa.

A oferta de vagas do Pronatec foi reduzida. (Foto: Divulgação)
A oferta de vagas do Pronatec foi reduzida. (Foto: Divulgação)

Entenda a redução de verba do Pronatec

O Pronatec representa uma ótima oportunidade de qualificação profissional, o programa oferece cursos técnicos gratuitamente. No início de 2015, a meta era beneficiar 4 milhões de pessoas, porém devido a crise econômica o valor foi reduzido e a oferta passou a ser de apenas 1 milhão de vagas.

A maior dificuldade está em manter as instituições afiliadas ao programa, já que o governo federal disponibiliza um alto valor para a compra de materiais, manutenção de equipamentos de tecnologia, remuneração de professores, entre outros.

A redução de verba do Pronatec foi adotada como medida de prevenção, para evitar acúmulo de dívidas e também tornar possível a formação dos alunos já matriculados.

Não só a educação foi prejudicada com o corte no orçamento. O governo federal alterou também diversos benefícios sociais para economizar e tentar tirar o país do vermelho.

Crise do Pronatec

A atual situação econômica do Brasil não favorece e nem abre espaços para investimentos em qualquer setor. O Ministério da Educação teve sua verba reduzida em pouco mais de 19%, são cerca de 9 bi a menos no orçamento, o que obrigou o corte de gastos em programas como o Pronatec, Ciências sem Fronteiras e Fies.

A redução de verba é reflexo da crise econômica que o país está vivendo. (Foto: Divulgação)
A redução de verba é reflexo da crise econômica que o país está vivendo. (Foto: Divulgação)

No caso do Pronatec, os primeiros sinais da crise apareceram ainda no ano passado, quando os pagamentos de outubro, novembro e dezembro dos professores das instituições privadas parceiras do programa não foram efetuados dentro do prazo. Somente em abril de 2015 que a situação foi regularizada.

Para dar continuidade no programa, o governo optou por reduzir o número de vagas ofertadas até que a situação financeira do Brasil seja estabilizada e a República volte a ter condições de custear todos os investimentos necessários para beneficiar ainda mais pessoas.

Expectativa para 2016

Recentemente os ministros da economia e da educação se reuniram com a presidente Dilma para decidir a quantia de verbas para o Pronatec em 2016. Até o momento, a estimativa é de 1,6 milhões de vagas no próximo ano, a meta é formar pelo menos 5 milhões de estudantes pelo programa entre 2016 e 2019.

Mesmo com os cortes, a possibilidade de aumento no orçamento não é descartada, a melhoria do cenário econômico pode contribuir para um novo plano educacional, com mais vagas ofertadas pelo Pronatec nos próximos anos.

Recomendados para você:


Receba informações sobre cursos grátis em seu email:

Digite seu email:


Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *